Chaos
Produtos

Expanda seu universo criativo.

Descubra o Ecossistema Chaos

Todos-em-um

Cloud

Simulação

SoluçõesEducação
V-Ray Collection Saiba mais
ComunidadeSuporte

Ir para a Central de Ajuda Chaos

Ir para a Central de Ajuda

Central de Ajuda Chaos


Entre em contato

RecursosGaleria
featured-image-rendering-in-v-ray-1920x600.jpg
featured-image-rendering-in-v-ray-1920x600.jpg

Como otimizar sua cena para renderização no V-Ray


Seu projeto está pronto para renderizar? Confira o guia do especialista em 3D Ricardo Eloy sobre como configurar modelagem, sombreamento e iluminação para resultados perfeitos sempre.


Muitos artistas anseiam por aquele momento mágico em que um único comando inicia o complicado processo de cálculos que finalmente revela seu trabalho. Quer dizer, todos nós adoramos ver essas dezenas, talvez centenas, de horas de trabalho duro se tornarem a imagem ou animação mais incrível como imaginamos, certo?

Bem, o fato é que esse momento mágico pode se tornar um pesadelo se sua renderização demorar mais do que deveria. De repente, essa animação incrível pode não estar pronta para cumprir seu prazo apertado e isso é definitivamente um grande problema que você deve evitar a todo custo.

É por isso que criei este guia rápido sobre como otimizar sua cena para renderização. Afinal, o V-Ray é muito rápido por si só - mas isso não significa que não possa ser ainda mais rápido!



Com uma ajudinha dos meus amigos

O artista é responsável não apenas pela aparência da cena final, mas também por como ela é feita. Cada passo na criação de uma cena deve ser cuidadosamente planejado para tirar o melhor proveito do seu renderizador e dos recursos disponíveis. Para facilitar, dividi essas etapas em quatro partes: modelagem, shading, iluminação e renderização. Vamos começar!

rendering-in-v-ray-friends-1410x800.jpg

 

01. Modelagem

Os modelos são feitos de polígonos, e quanto mais polígonos você tiver em sua cena, mais pesada ela ficará. Sabemos que é uma ideia muito tentadora ter todas as porcas e parafusos em cada modelo para que você possa ampliar o quanto quiser, mas sejamos honestos, isso realmente importa no final?

A resposta é: depende. Alguns modelos são naturalmente mais complexos que outros, enquanto outros só aparecerão quando colocados mais longe da câmera. Isso significa que você deve selecionar cuidadosamente quais modelos realmente precisam ser mais detalhados e quais não precisam. Apenas fazendo isso, a contagem de polígonos em uma determinada cena pode cair drasticamente, tornando muito mais fácil renderizar e dando a você alguns preciosos minutos (ou até horas) de volta.

Mesmo assim, às vezes você pode precisar ter alguns modelos pesados porque todos eles aparecem perto da câmera em algum momento durante uma animação, por exemplo. É aí que os objetos VRayProxy são úteis. Eles são um tipo especial de geometria que é carregado apenas durante a renderização, o que significa que sua cena terá muito menos RAM para renderizar enquanto usa os recursos disponíveis de forma mais inteligente.

Tenha em mente que tudo isso pode ser desperdiçado se seus modelos forem de baixa qualidade. Geometria ruim leva mais tempo para renderizar, então sempre certifique-se de modelar suas geometrias corretamente sem faces sobrepostas ou vértices soltos. E quando você usar ativos pré-fabricados, certifique-se de que eles sejam de uma fonte confiável, como Chaos Cosmos.

A biblioteca de ativos Chaos Cosmos apresenta modelos 3D inteligentes de alta qualidade, materiais e HDRIs selecionados para garantir que eles sempre tenham uma boa aparência e sejam otimizados para renderização, independentemente da plataforma que você escolher. Basta importá-los pelo navegador Cosmos e pronto.

Sempre mantenha sua modelagem inteligente. Às vezes, truques ou técnicas simples podem ser tão eficazes que podem fazer a diferença entre fracasso ou sucesso.

Tome instâncias, por exemplo. O uso de instâncias em vez de cópias pode melhorar drasticamente o desempenho e reduzir o uso de memória (sem mencionar tornar sua vida muito mais fácil ao fazer alterações).

Outra ótima dica para modelagem é usar o VRayEnmesh em vez de modelar totalmente padrões 3D intrincados. Disponível no V-Ray 6 para 3ds Max, Maya, SketchUp e Cinema4D, o Enmesh pode adicionar até os menores detalhes à sua malha e precisa de muito pouca RAM para renderizar, ainda menos do que mapas de displacement. Isso significa que você pode ter modelos muito detalhados e ainda ser capaz de renderizar rapidamente.


rendering-in-v-ray-modeling-1410x800.jpg

 

02. Shading

Falando em Cosmos, você provavelmente já usou bibliotecas de materiais comerciais. Eles são ótimos para acelerar seu trabalho, fornecendo materiais complexos de alta qualidade que levariam horas para serem criados do zero, sem mencionar a criação de mapas personalizados etc.

O problema é que esses materiais às vezes podem ser muito pesados e aumentar o tempo de renderização. Portanto, você sempre deve verificar a configuração deles, procurando efeitos desnecessários, como reflexos brilhantes e refrações que provavelmente não serão visíveis dependendo da distância ou tamanho, mapas ausentes ou shaders excessivamente complicados.

Mesmo quando tudo parece bem, pode haver um problema oculto que a maioria das pessoas geralmente negligencia: bitmaps superdimensionados. Embora esses mapas de reflexão de 8K pareçam legais, eles podem estar ocupando uma grande parte da sua RAM e demorando uma eternidade para renderizar (e ler, dependendo da velocidade da sua rede) e ainda fazer zero diferença no resultado final.

rendering-in-v-ray-shading-1410x800.jpg

 

03. Iluminação

A iluminação em uma cena é um dos aspectos mais importantes a serem considerados ao fazer sua renderização parecer fotorrealista, e o V-Ray é a ferramenta perfeita para o trabalho. Ele pode até mudar cada luz em sua cena depois de terminar a renderização sem a necessidade de re-renderizar nada, o que você concordará que é simplesmente incrível.

Mas mesmo que você possa renderizar milhares de luzes de uma vez sem suar a camisa e alterá-las depois, isso não significa que você deva simplesmente colocar luzes em uma cena sem se preocupar. Algumas coisas simples podem fazer um mundo de diferença.

Uma vitória fácil é evitar luzes excessivamente brilhantes. Isso causa áreas superexpostas em sua cena que, na verdade, levarão muito mais tempo para renderizar devido à quantidade de cálculo necessária para mostrar uma área plana e brilhante. Em vez disso, use luzes mais fracas e controle-as individualmente para obter o efeito desejado. Você pode usar o Light Mix do V-Ray no VFB para testar e ajustar suas luzes, fazendo com que cada luz conte.

Outra ótima dica é usar uma luz dome V-Ray como clarabóia, seja usando um sistema HDRI ou V-Ray Sun & Sky com nuvens procedurais. A luz dome é realmente rápida e fácil de controlar e não requer portais de luz ou quaisquer outros elementos para criar uma ótima iluminação do ambiente.

rendering-in-v-ray-lighting.jpg

 

04. Renderização

Mesmo depois de todo esse trabalho, você ainda pode otimizar suas configurações de renderização para tirar o melhor proveito do seu sistema. Não se engane, o V-Ray pode entregar ótimos resultados em um período muito curto de tempo usando apenas suas configurações padrão, mas se você quiser mais velocidade, pode melhorar ainda mais.

O sampler de imagem do V-Ray usa níveis de ruído para determinar a “qualidade” da renderização. Em geral, subdivisões mais altas significam qualidade mais alta, assim como limites de ruído mais baixos. Embora você possa optar por renderizações de alta qualidade ao aumentar suas subdivisões, às vezes um pequeno ajuste nessas configurações pode reduzir o tempo de renderização pela metade e ainda fornecer resultados incríveis. Você só precisa determinar se uma determinada qualidade é boa o suficiente para suas necessidades ou não. Teste suas subdivisões/noise threshold em diferentes regiões de sua renderização. Eventualmente, você encontrará um bom equilíbrio entre a quantidade de ruído e o tempo necessário para renderizar.

Mas isso não é tudo. Você pode diminuir significativamente o ruído em suas imagens usando o V-Ray Denoiser. Usando algoritmos inteligentes, o denoiser captura o ruído em sua imagem e o suaviza para tornar sua renderização ainda melhor em uma fração do tempo que levaria para atingir o mesmo nível de ruído sem ele. Novamente, equilíbrio é a palavra-chave aqui. Quanto mais ruidosa for a imagem original, pior será o resultado do denoiser, então não subestime a importância do parágrafo anterior.

rendering-in-v-ray-lemons.jpg

 

Quando a vida te der limões, renderize uma limonada!

Ser capaz de obter ótimos resultados sem alterar um único parâmetro é ótimo. Mas ser capaz de controlar seu renderizador para obter ótimos resultados em uma fração do tempo é incrível! O V-Ray permite que você ajuste todos os parâmetros para que você tenha controle total sobre a qualidade e o tempo, permitindo que você sempre renderize seu melhor trabalho e nunca perca um prazo.

Agora, que tal tentar você mesmo? Você pode baixar uma avaliação gratuita de 30 dias e ver por que o V-Ray é usado por milhares de artistas de visualização arquitetônica e estúdios de efeitos visuais todos os dias.

Comece sua jornada de renderização 3D.

Teste o V-Ray grátis por 30 dias.
Ricardo_Eloy.jpg
About the author

Ricardo Eloy

Ricardo is a Brazilian architect who specializes in arch viz. For the past two decades, Ricardo has worked with the biggest studios in Brazil and is currently 3D design manager at Athie Wohnrath, Brazil's biggest architecture studio. He is also the host of the V-Ray Master Talk podcast, where he interviews some of the world's most prominent 3D artists.

Originally published: September 20, 2022.
ChaosEnscape
© 2022 Chaos Software. Todos os direitos reservados.

Your shopping cart

There are no items in your cart.

Continue shopping
MasterCard
Visa
AmEx
JCB
Discover
PayPal